Portal da Prefeitura de São Paulo Prefeitura de São Paulo

Secretaria Municipal de Cultura abre chamamento para blocos carnavalescos se apresentarem nos palcos externos e Casas de Cultura durante o Carnaval de Rua

Cinco palcos serão distribuídos nas Zonas Norte, Sul, Leste, Oeste e Centro, além das Casas de Cultura, que receberão atrações ao longo do período oficial do Carnaval, que se estende de 29 de janeiro a 14 de fevereiro

Até dia 14 de janeiro, a Secretaria Municipal de Cultura está recebendo propostas dos 384 blocos carnavalescos inscritos para integrar a programação dos palcos externos e Casas de Cultura entre os dias 29 de janeiro e 14 de fevereiro de 2016. Com o objetivo de descentralizar a festa, a Secretaria Municipal de Cultura vai montar 5 palcos pela cidade, sendo um em cada região: Centro, Norte, Sul, Leste e Oeste.

Somente serão aceitas propostas feitas pelos blocos previamente cadastrados no site oficial do Carnaval de Rua de São Paulo.

As propostas de blocos carnavalescos, que podem ser direcionadas a públicos de todas as idades, serão recebidas por meio de um formulário específico. Não serão aceitos projetos enviados por e-mail ou entregues pessoalmente. O formulário está disponível neste endereço: carnavalderua.prefeitura.sp.gov.br

Organização do Carnaval de Rua
Com o objetivo de organizar o Carnaval de Rua de São Paulo a Prefeitura de São Paulo, desde 2013, iniciou um diálogo sobre o tema com a população. Inicialmente, a Prefeitura de São Paulo atuou apenas no sentido de descriminalizar o desfile dos blocos nas cinco regiões da cidade. A partir de 2014, além da liberação, a Prefeitura passou a oferecer apoio efetivo por meio dos serviços municipais, como bloqueios de rua, até o fornecimento de infraestrutura, como a oferta de banheiros químicos.

No ano passado, além da Prefeitura de São Paulo organizar a prestação dos serviços e a organização do Carnaval de Rua, passou também a oferecer um palco com atrações artísticas durante toda o período de pré-carnaval e ao longo do feriado, no Largo da Batata, Zona Oeste. Para este ano, a iniciativa está sendo ampliada para todas as regiões da cidade.